RELATÓRIO do Workshop IAO-ZEI-ECREEE: Energias Renováveis e Eficiência Energética, 14-16 de Julho de 2014, Cidade da Praia, Cabo Verde

IMG 1579O workshop sobre Energias Renováveis e desenvolvimento de Eficiência Energética na África Ocidental decorreu nos dias 14, 15 e 16 de Julho de 2014, na Cidade da Praia, Cabo Verde. Realizada no Centro da CEDEAO para Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREEE), o evento reuniu especialistas nas áreas de mudanças climáticas, financiamento de energias renováveis, desenvolvimento de projetos de energia renovável, desenvolvedores de políticas, pesquisadores e praticantes da África Ocidental e da Europa.

John Yeboah, esta a encontra-se neste momento a escrever uma proposta para apoiar uma colaboração de longo prazo entre o Instituto de África Ocidental (IAO) e o Centro da CEDEAO para Energias Renováveis e Eficiência Energética (ECREE) Co-patrocinado pelo IAO, ECREE, e o Ministério Federal Alemão de Educação e Pesquisa (BMBF), através do Centro de Estudos de Integração Europeia (ZEI). O Workshop auxiliou o Sr. Yeboah na identificação dos temas de investigação na área das energias renováveis e eficiência energética, fornecendo uma base contextual da necessidade de investigação nas áreas identificadas. Em conformidade com os termos de referência, os especialistas apoiaram o Sr. Yeboah na reunião de informações que irão garantir que a proposta tenha fundamentação teórica.

Entre os especialistas estiveram :

  • O Sr. Jonathan Quartey (Departamento de Economia, KNUST, Gana),
  • Dr. Adebayo Agbejule (Departamento de Engenharia Mecânica e de Produção, Vaasa Universidade de Ciências Aplicadas),
  • Professor: Yao Azoumah (2iE, Ouagadougou, Burkina Faso),
  • Charlotte King (Cross-Border, Informação, Reino Unido),
  • Dr. Sra. Rose Mensah-Kutin (ABANTU for Development, Ghana),
  • Dr. Emmanuel Ndzibah (Departamento de Gestão Industrial, Univ. De Vaasa),
  • O Sr. Jacinto Elayo (Analista Político-ECREEE),
  • Ms. Karin Reiss (SE4ALL Especialista UNIDO-ECREEE),
  • Sr. Hannes Bauer, (ECREEE),
  • O Sr. Ibrahim Soumaila (ECREEE),
  • O Sr. Nicola Bugatti (ECREEE)

Outros presentes foram:

  • O Sr. John Yeboah, o anfitrião do workshop,
  • Sr. Daniel Yeboah, IAO,
  • O Sr. Benjamin Akoutou, o moderador do workshop

IMG 1560O workshop de enorme sucesso foi aberto pelo Sr. Bah FM Saho, especialista em energia renovável do ECREE, que proferiu o discurso de abertura em nome do Diretor Executivo do ECREEE, o Sr. Mahama Kappiah . Saho afirmou que o Diretor Geral da ECREE está firme nesta colaboração, convencido de que existe a necessidade de investigação científica em apoiar as atividades do ECREEE para garantir que a energia renovável forneça a solução para os problemas de energia na África. Djénéba Traoré, Diretora Geral do IAO, no seu discurso, destacou o importante papel da investigação científica para a formulação de políticas e a necessidade óbvia de construir pontes entre pesquisadores e profissionais. Assim a cooperação entre o IAO e ECREEE será rentável para as duas partes. Djénéba Traoré também afirmou que a Política de Energia Renovável da CEDEAO, fundada em 2012, reflete uma forte vontade da instituição em desenvolver a economia dos Estados membros, para melhorar as condições dos cidadãos que deixam a CEDEAO, através da promoção e uso eficaz de energia renovável.

Explicando o motivo do Workshop, Daniel Yeboah afirmou que, apesar do IAO e ECREEE terem mandatos diferentes, encontram-se ligados por um objetivo comum de melhorar o bem-estar do povo da África Ocidental.  Juntamente com a sua proximidade física, a necessidade de colaboração entre as duas instituições se torna um imperativo e não uma opção.

A primeira área temática abordou o tema "Energia Renovável, Formulação de Políticas, Meio Ambiente e Mudanças Climáticas." As várias apresentações e discussões que se seguiram destacaram o fato de que, ER e EE serem uma nova disciplina, sem as chamadas melhores práticas para copiar, e que regiões precisam tomar emprestado de experiências uns dos outros. Também foi a opinião dos especialistas de que, embora os pesquisadores estejam divididos sobre o impacto das políticas da Energia Renovável e Eficiência energética na mitigação das alterações climáticas, há a necessidade de esforços concertados para promover as ER e EE de modo a enfrentar o impacto do combustível fóssil em usos terceiros (externalidades negativas). Os especialistas também discutiram a escassez de pesquisas sobre as necessidades de capacidade das partes interessadas em diferentes níveis da cadeia de valor em energias renováveis. Isso exige uma pesquisa que dá relação ao regional, e possivelmente contexto local, determinando o mix de energia adequado, como lidar com regimes tarifários alimentares, como gerenciar melhor os dados sobre as energias renováveis no que diz respeito à documentação, arquivamento, acesso, recuperação, etc.

A segunda área temática focou-se em "Uso de Energias Renováveis e Eficiência Energética: Barreiras, Género e questões socioeconómicas", aqui, a necessidade de avaliar a centralidade das mulheres na elaboração e implementação de políticas de E.R. foi enfatizada. Isto deverá resolver a questão de que as mulheres querem de programa de  ER e EE ( género e  energia), o que eles precisam para, em que quantidades, qual o papel que podem desempenhar em vários estágios para promover a ER e EE ?  Também propôs a investigação sobre como usar a ER e EE para resolver os problemas de electrificação rural, por meio de análise GIZ? Para garantir a compreensão, aceitação e solicitação de ER e EE, os especialistas defenderam a introdução da investigação sobre a integração de ER no currículo educacional da sub-regional.

Três dos especialistas chegaram dois dias antes e os três restantes, um dia antes, para se encontrarem com o companheiro, o Sr. John Yeboah, de modo a efectuarem os devidos ajustes da agenda, coordenação de facilitação, e para saber mais sobre o papel que se esperava para discutir no workshop.

No encontro com o colega para afinar os temas de pesquisa, os especialistas concordaram que cerca  dos 14 temas identificados devem ser agrupados em quatro ou cinco áreas temáticas principais que cobrem regimes tarifários, modelos de cadeia de suprimentos, desenvolvimento de capacidades, a integração do género e da grade de desenvolvimento de tecnologia. Os especialistas prometeram continuar a trabalhar em suas várias capacidades para reforçar a colaboração e fomentar a rede estabelecida para o desenvolvimento e uso de ER e EE na sub-região.

Copyright © 2012 WAI - West Africa Institute. All Rights Reserved - Designed and developed by: NOSi.