A 12ª Edição do Boletim do IAO (Janeiro - Junho 2019) já está Disponível Online!

IMG 3233O Instituto de África Ocidental nasceu da iniciativa da Comunidade Económica dos Estados da África Ocidental (CEDEAO), da União Económica e Monetária Oeste Africana (UEMOA), do Governo da República de Cabo Verde, da UNESCO e do Grupo ECOBANK. O IAO cuja sede se encontra na cidade da Praia, é um “think tank” dedicado à integração regional e às transformações sociais na África Ocidental. A criação do IAO foi ratificada pela Cimeira dos Chefes de Estado da CEDEAO, que teve lugar em Dezembro de 2008 em Ouagadougou (Burkina Faso) e pelo Conselho de Ministros da UEMOA realizado em 26 de Junho de 2009 em Dakar (Senegal).

O IAO tem como missões essenciais (i) promover o conhecimento sobre integração regional, (ii) animar uma plataforma de diálogo, de encontros e trocas sobre integração regional, (iii) formar uma nova geração de elites sobre integração regional e (iv) negociar uma parceria estratégica com instituições similares.

Em comparação com outras instituições análogas, o valor acrescentado do IAO repousa sobre três pilares principais (i) o IAO é a única instituição de investigação na África ocidental exclusivamente dedicada à integração regional e às transformações sociais, (ii) o Instituto leva a cabo investigações inovadoras com vista a propor soluções aos desafios da integração regional na África ocidental (iii) é a única estrutura a trabalhar num procedimento participativo com (a) a abertura de um debate monopolizado pelos decisores políticos, (b) a implementação de um espaço aberto de diálogo e trocas com todos os actores da sociedade interessadas nas questões sobre integração regional.

No quadro da promoção do conhecimento sobre a integração regional, o IAO realiza investigações multidisciplinares e sectoriais sobre a integração regional na África Ocidental tendo em conta o contexto político, económico, social e cultural específico da região. Dá a conhecer publicações e outros resultados existentes de investigação já efetuadas nestes domínios. Suas actividades de investigação são baseadas nas políticas relativas às questões complexas levantadas pela integração regional na África Ocidental. As investigações realizadas centram-se na elaboração de políticas, a partir de sólidos trabalhos de investigação em ciências sociais, e têm como objectivo principal apoiar as Comissões da CEDEAO e da UEMOA e a União do Rio Mano nos seus esforços em matéria de integração regional. Com base nas suas actividades de investigação, o IAO emite recomendações estratégicas publicadas em Inglês, francês e Português que são largamente divulgadas junto dos actores políticos, económicos, culturais e da sociedade civil da região.

A animação de uma plataforma de diálogo faz-se através da organização de conferências para debater os diversos desafios do processo de integração regional, reunindo decisores políticos, actores económicos e investigadores. Esses debates são promovidos através de conferências regionais e nacionais. Nestes níveis, o Instituto desempenha um papel determinante na ultrapassagem do desfasamento existente desde há muito entre a elaboração das políticas e a sua implementação. Por outro lado, essas conferências constituem uma ocasião para avaliar as diferentes decisões e a implementação da política de integração regional ao nível nacional (país) e regional (Comissões da CEDEAO e da UEMOA).

No tocante à formação de uma nova geração de elites sobre a integração regional, as intervenções visam o reforço das capacidades dos quadros responsáveis pela integração. A esse respeito, o IAO realiza formações de alto nível destinados a altos funcionários provenientes tanto das administrações nacionais, como das instituições de integração regional e de empresas da região. O objectivo pretendido é formar futuros administradores e decisores altamente qualificados no domínio da integração regional. Esta actividade de reforço das capacidades será estendida aos parlamentares, aos partidos políticos e aos membros de organizações da sociedade civil e se baseará em documentos de recomendações estratégicas. As acções de formação tirarão proveito das trocas organizadas no quadro de parcerias sul-sul que o Instituto instaura nos diferentes projectos de investigação. Também o IAO criou, em colaboração com o Center for European Integration Studies (ZEI) da Universidade de Bona, Alemanha, The United Nations University Institute on Comparative Regional Integration Studies (UNU-CRIS), Bruges, Bélgica e a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) o Programa de Mestrado em Integração Regional Africana (MIRA) cujas aulas são dispensadas na Uni-CV desde Janeiro de 2017.

As áreas de investigação prioritárias do IAO são motivadas pela procura de soluções para os obstáculos institucionais, políticos, económicos, sociais e culturais do processo de integração regional. Trata-se nomeadamente de levar a cabo uma reflexão sobre questões de cidadania, governação a través da qualidade das instituições e o processo de tomada de decisão, de segurança civil, alimentar, económica e financeira na região, as problemáticas do ambiente, dos recursos naturais partilhados, das novas tecnologias de informação e comunicação, de novos desafios económicos, etc.

O IAO faz parte da rede mundial das políticas de integração regional criada em 2006 em Montevídeo, Uruguay. Nesta perspectiva, ele entretém relações de parcerias principalmente com:

  • A Comissão da CEDEAO, Abuja, Nigéria
  • A Comissão da União Africana, Addis Abeba, Etiópia
  • A Comissão da UEMOA, Ouagadougou, Burkina Faso
  • International IDEA, Addis Abeba, Etiópia
  • United Nations University Institute for Comparative Integration (UNU-CRIS), Bruges, Bélgica
  • A Universidade de Cabo Verde (Uni-CV), Praia, Cabo Verde
  • Le Club du Sahel et de l’Afrique de l’Ouest (CSAO) de L’OCDE, Paris, França
  • Center for European Integration Studies (ZEI) da Universidade de Bona, Alemanha
  • Le Centre de Recherche de Développement International (CRDI), Dakar, Senegal 
  • La Direction de l’Intégration Régionale de la Banque Africaine de Développement,Tunis, Tunísia
  • Le Conseil pour le Développement de la Recherche en Sciences Sociales en Afrique (CODESRIA), Dakar, Senegal
  • L’Institut Africain de Développement et de Planification (IDEP), Dakar, Senegal
  • Le Nouveau Programme de Troisième Cycle Inter-universitaire (NPTCI), Ouagadougou, Burkina Faso
  • A Universidade de Coimbra, Portugal
  • O Consortium Regional Integration for Social Cohesion – RISC, Luxemburgo
  • Le Réseau des Fondations et Institutions de Recherche pour la Promotion d’une Culture de la Paix en Afrique, Yamoussoukro, Côte d’Ivoire
  • A REPAOC (Rede das Plataformas d'ONG da África Ocidental e do Centro), Praia, Cabo Verde

Download o Documento PDF

Copyright © 2012 WAI - West Africa Institute. All Rights Reserved - Designed and developed by: NOSi.