Compreender o IAO em 5 questões

The West Africa Institute (WAI), (em francês: L' Institut de l' Afrique de l' Ouest; Português: Instituto de África Ocidental), sedeada na cidade da Praia, capital de Cabo Verde, na ilha de Santiago, é um instituto de investigação e formação dedicada à integração regional e transformação social na África Ocidental.

O Instituto de África Ocidental (IAO) foi criado conjuntamente pela UNESCO, CEDEAO, UEMOA, Governo de Cabo Verde e do Grupo Ecobank , que são ao mesmo tempo os seus promotores . Sua criação foi aprovada pela Cimeira dos Chefes de Estados da CEDEAO, realizada em Ouagadougou (Burkina Faso), em Dezembro de 2008 e pelo Conselho de Ministros da UEMOA em 26 de Junho de 2009, em Dakar (Senegal). Em Outubro de 2009, na sessão da Conferência Geral em Paris, França, a UNESCO aprovou a criação do Instituto da África Ocidental (IAO), como um instituto de categoria II, sob os seus auspícios.

Uma visão geral de algumas datas importantes:

  • 2005: UNESCO / Programa MOST sobre o tema: "Nações Unidas e os desafios da integração regional na África Ocidental."
  • 2008: A Cimeira de Chefes de Estado e de Governo da CEDEAO, realizada em Ouagadougou, Burkina Faso, aprovou por unanimidade a criação do IAO
  • 2008: O Governo de Cabo Verde propôs ao Diretor Geral da UNESCO a criação do IAO, com sede na Cidade da Praia, Cabo Verde
  • 2009: Na 35 ª sessão, a Conferência Geral da UNESCO adoptou o projecto de estabelecer o IAO como um Instituto de Categoria II sob os seus auspícios
  • 2010: O Governo de Cabo Verde deu formalmente a criação do Instituto da África Ocidental um suporte legal - Decreto-Lei n º 22/2010

Durante os 15 workshops de Investigação organizados pelo MOST (Programa de Gestão de Transformação Social) nos Estados membros da CEDEAO, a ausência de uma estrutura para continuar a pesquisa e uma plataforma de diálogo e intercâmbio entre investigadores, decisores políticos e actores no terreno, bem como a sociedade civil, foi visto como o "elo perdido" no processo de integração regional. O IAO foi criado para preencher a lacuna entre a política e a análise académica no campo da integração regional, reunindo atores de ambos os lados e pela promoção sustentável baseada no conhecimento da tomada de decisão através da investigação competente. A principal missão do IAO é promover o conhecimento baseado na investigação e a integração regional na África Ocidental, iniciando diálogos públicos em toda a África Ocidental, preparando uma nova geração de elites na integração regional e envolvendo-se em parcerias estratégicas, dentro e fora da África. 
Como um “think tank” regional, o IAO é um prestador de serviços para os atores e instituições de integração regional na África Ocidental procurando apoio analítico para melhorar seus resultados e tornar o seu trabalho mais sustentável. A investigação realizada pelo IAO é direccionada às instituições públicas nacionais e regionais, bem como ao sector privado, à sociedade civil e aos meios de comunicação social. O IAO também contribui para a integração regional na Africa Ocidental através de actividades científicas e políticas de diálogo entre os decisores, instituições regionais e membros da sociedade civil. Estas plataformas científicas e políticas proporcionam às partes interessadas a oportunidade de discutir os resultados de pesquisa atuais e os principais obstáculos à integração regional na África Ocidental. Em resumo, o IAO proporciona política de investigação e recomendações às plataformas de diálogo entre cientistas e profissionais, desenvolvimento de capacidades para a nova geração de elites com o intuito destacar nos obstáculos da integração regional na África Ocidental. 

As áreas prioritárias de investigação do IAO incluem:

  • Bases históricas e culturais de integração regional
  • Cidadania
  • Governança
  • Segurança Regional
  • Desafios económicos param a integração dos mercados na África Ocidental
  • Novas Tecnologias da Informação e Comunicação (NTIC)
  • Educação
  • O problema dos recursos compartilhados: terra, água, minerais, segurança costeira e marítima
  • Financiamento de ONG’s na África Ocidental
  • Migração

Comparando com as outras instituições similares, o IAO baseia-se em três pilares: é o primeiro instituto de pesquisa na África Ocidental que se concentra exclusivamente na integração regional. Ele também é o único instituto que tem autonomia intelectual completa e ação vis-à -vis com os seus desenvolvedores. Finalmente, o IAO é o único instituto que trabalha de forma participativa, abrindo debates que anteriormente eram monopolizados pelos formuladores de políticas.

O IAO organiza encontros científicos e diálogos políticos, um dos quais teve lugar em Abidjan em 2012 sobre o tema " A integração regional: Contribuição da pesquisa e estratégia de atores. " Os resultados serão publicados em breve. Para fortalecer a capacidade dos gestores e os que estão a frente de estruturas de integração regional na África Ocidental, o IAO em parceria com Open Society Initiative para a África Ocidental (OSIWA), organizou um seminário de formação em Lomé em Junho de 2013 sobre o tema " Desafios da Integração Regional na África Ocidental e no Mundo. "

Os primeiros trabalhos de Investigação do IAO acabaram de ser publicados na série " IAO- Análise Crítica e estratégias de ações", que estão disponíveis aqui. Outros documentos relevantes também estão em vias de ser publicados. Desde december de 2013, o IAO tem aumentado o tipo de publicação com a sua primeira Newsletter.

O IAO entrou em cooperação de pesquisa com o Centro de Estudos de Integração Europeia (ZEI) para realizar em conjunto, Investigações intensivas sobre a integração regional sustentável na África Ocidental e na Europa, reunindo pesquisadores africanos europeus e ocidentais em workshops regulares. Poderá encontrar documentos recentemente publicados pelo IAO- ZEI aqui. Além disso, o “ Observador de Integração Regional “ é publicado três vezes por ano pelos dois institutos. 

Os principais parceiros do IAO são as organizações fundadoras do instituto: UNESCO, a CEDEAO, a UEMOA, o Governo de Cabo Verde e o grupo ECOBANK. Daqui para frente, o IAO se engaja em parcerias com instituições similares em África e na Europa. O IAO  já tem parcerias com o Instituto Universitário das Nações Unidas para Estudos Comparativos de Integração Regional (UNU-CRIS), o Centro de Estudos de Integração Europeia (ZEI) da Universidade de Bona, na Alemanha e o Conselho para o Desenvolvimento da Pesquisa em Ciências Sociais em África (CODESRIA). O IAO beneficia de uma rede de investigadores em ciências sociais ligada à UNESCO- patrocinado pelo Comité nacional do MOST e é membro da EARN (Rede de investigação para Europa-Africa). Em 2010, o IAO concluiu uma parceria científica com a Universidade de Coimbra, Portugal, em " Histórias de Migração e biográficos ". Os resultados da investigação foram apresentados durante o seminário no Instituto de Ciências Jurídicas e Sociais, na Praia, em 5 de Setembro de 2013. O projeto terminará em Fevereiro de 2014. Desde 2013, o IAO também esta em parceria com a OSIWA.

Para mais informações sobre o IAO, visite o nosso site: www.westafricainstitute.org

 

Copyright © 2012 WAI - West Africa Institute. All Rights Reserved - Designed and developed by: NOSi.